O evento aconteceu ontem (5) em Nova York e a cantora entregou o prêmio “Muhammad Ali Award” ao jogador da NFL, Colin Kaepernick que foi banido de seu time por reivindicar contra o racismo.

Caso você esteja por fora, o jogador se ajoelhou durante o hino dos Estados Unidos em forma de protesto, o que acarretou diversas ameaças, sendo algumas até mesmo de morte.

Durante a entrega do prêmio, Bey fez um discurso que emocionou quem estva presente, citando o quanto os negros são mal compreendidos por lutarem contra o racismo, dentre outras coisas.

“É tão bom estar aqui em uma noite especial de apreciação, Obrigada Colin Kaepernick pelo seu coração e sua dedicação, pelo seu sacrifício pessoal. Colin tomou medidas sem medo das consequências ou repercussão, apenas com a esperança de mudar o mundo para melhor, para mudar a percepção, para mudar a forma de como somos tratados especialmente as pessoas negras. Ainda estamos esperando que o mundo se ponha ao alcance, foi dito que racismo é tão americano que quando protestamos contra o racismo, alguns acreditam que estamos protestando contra a América.”, Disse a cantora.

COMPARTILHAR