No meio de sua “4:44 Tour”, JAY-Z fala sobre seu último álbum, evolução como homem, filho, pai e marido.

Falando com o editor executivo ganhador do Prêmio Pulitzer do New York Times, Dean Baquet, Shawn Corey Carter compartilha como ele fez 4:44 e como sua esposa Beyoncé criou a LEMONADE, que surgiu de um projeto colaborativo.

“Nós estávamos trabalhando em material juntos e fizemos LEMONADE “, explicou. “Ela saiu e fez o que fez e era tipo, ela sentiu como se primeiro devesse compartilhar suas verdades com o mundo. Já meu álbum não foi baseado em: “Eu tenho que dizer algo por causa deste álbum”. Não foi assim. Foi realmente sincero.”

De acordo com Hov, o casal estava usando “arte quase como uma sessão de terapia” enquanto eles faziam música juntos. “Foi desconfortável. E tivemos muitas conversas”, explicou. “[Eu estava] muito orgulhoso da música que ela criou, e ela estava muito orgulhosa da arte que eu soltei. Nós realmente temos um respeito saudável pela arte do outro. Eu acho que ela é incrível. A maioria das pessoas se afasta e a taxa de divórcio é igual a 50% ou a alguma coisa porque a maioria das pessoas não pode se ver. A coisa mais difícil é ver a dor no rosto de alguém que você causou e depois ter que lidar com você mesmo”.

 

Em outros pontos da entrevista de 35 minutos, Jigga falou sobre Kanye West e seus problemas em andamento. “Eu [falei com] Kanye no outro dia, só para lhe dizer que ele é meu irmão”, disse JAY. “Eu amo o Kanye, é um relacionamento complicado, Kanye entrou nesse negócio no meu selo. Então eu sempre fui como seu irmão mais velho. E nós dois somos MCs. Sempre há uma pequena competição com seu irmão mais velho. E nós também adoramos e respeitamos a arte do outro. Então, é como se nós dois… todo mundo quer ser o maior do mundo. E então há muitos outros fatores que desempenham isso. Mas nós sempre estaremos bem.”

Por enquanto, no entanto, o Sr. Carter admite que a tensão ainda existe. “Sim”, ele explicou. “Mas isso acontece. No longo relacionamento, você sabe, espero que quando tenhamos 89 anos observemos esses seis meses ou a qualquer hora e riamos disso. Você sabe o que eu estou dizendo? Vai haver complicações no relacionamento e temos que passar por isso. E a única maneira de superar isso é nos sentarmos, dialogarmos e dizer: “Essas são as coisas com as quais estou desconfortável. Estas são as coisas que são inaceitáveis ​​para mim. Isso é o que eu sinto.” Eu tenho certeza que ele sente que eu também fiz coisas para ele. Você sabe o que eu estou dizendo? Eu não sou um ser humano perfeito”.

Confira outros trechos interessantes da longa conversa abaixo.

Rap e Legado: “Eu acho que o rap em particular é um esporte de jovens. Rap é sobre o dom da descoberta. O espaço em branco é quando é novo, e é como, esta é a música mais popular de todos os tempos. Quero dizer, eu conquistei meu espaço … eu apareci. Oh, fiquei naquela janela muito tempo. Mas ainda assim, não acho que as pessoas estão olhando para mim. No final do dia, vamos descobrir que não se trata de ser o mais quente, mas trata-se de encontrar a verdade. As pessoas pensam que é a coisa mais importante, mas é muito pequena. É quase como uma tendência. Você prefere ser uma tendência, ou você prefere ser Ralph Lauren? Você sabe o que eu quero dizer; Tipo, você prefere ser uma tendência, ou você prefere ser para sempre? Eu sou a pessoa que olhou para a Mona Lisa e pensei, cara, isso vai ser legal daqui 40 anos. Eu jogo para sempre. E sempre tento me identificar com a verdade. Não seja o mais novo, o mais quente e o mais moderno.”

SOBRE O PRESIDENTE BARACK OBAMA: “Tudo o que ele fez era o melhor que ele podia fazer. Ele não é um super-herói. E é injusto colocar expectativas insatisfatórias sobre esse homem apenas por causa de sua cor. Você está fazendo o contrário. É como, o que você acha que vai acontecer? Ele está lá por oito anos. E ele tem que desfazer o que os 43 presidentes fizeram. Em oito anos. Isso não é justo.”

DAVE CHAPPELLE: “Eu acho engraçado, mas … Eu gosto da liderança de Dave Chappelle. Ele diz isso com humor para que você possa lidar com isso, mas sempre existe um bom pedaço de verdade”.

SOBRE A POLÍTICA: “Eu acredito nas pessoas. Quero o que é melhor para as pessoas. Eu amo pessoas. Você sabe, então eu não tenho esse tipo de coisa, como, eu quero votar nos republicanos apenas para economizar mais dinheiro. Esse não é o final do jogo. Não se trata de quem ganhou mais dinheiro e de quem tem mais casas. Sim, você sabe, ganhou, compre o que deseja. Você sabe? Mas não se esqueça do que é importante. Sem pessoas, ser rico seria muito chato.”

SOBRE O RACISMO: “Havia uma ótima linha de Kanye West em uma de suas [canções]:” O racismo ainda está vivo, eles apenas estão escondendo isso” Dê um passo para trás. Acho que quando Donald Sterling saiu da NBA (Ex comissario), pensei que era um passo falso, porque quando você chuta alguém, é claro que ele fez errado, certo? Mas você também envia todos os outros de volta ao esconderijo. As pessoas falam assim. Eles falam assim. Vamos lidar com isso. Eu simplesmente não o deixaria em paz. Deveria ter sido algum tipo de penalidades. Mas livrar-se dele apenas fez todos os outros voltarem a se esconder, e agora não podemos ter o diálogo. A grande coisa sobre Donald Trump ser presidente é que agora que somos forçados a ter o diálogo. Agora estamos conversando em grande escala; Ele forneceu a plataforma para que possamos conversar”.

FORÇA:  “A coisa mais forte que um homem pode fazer é chorar. Para expor seus sentimentos, para ser vulnerável em frente ao mundo. Essa é a força real. Você sabe, você sente que você deve ser essa pessoa fechada. Isso não é real. É falso.”

SOBRE A SEXUALIDADE DE SUA MÃE: “Nós nunca falamos sobre isso. Até, como, recentemente, agora começamos a ter essas lindas conversas, e realmente nos conhecemos. Nós sempre fomos bons amigos, mas agora somos melhores amigos. Você sabe. E estávamos falando como amigos. E então ela estava compartilhando que ela estava apaixonada. Ela pode ser ela mesma [agora]. Ela não precisa se esconder para seus filhos ou sentir que está embaraçando seus filhos. Foi então um momento muito diferente. [Agora] ela pode apenas viver sua vida plena, toda a sua vida, e ser ela”.

COMPARTILHAR